CDL Manaus - 16-02-2017

Presidente da CDL Manaus afirma crescimento do comércio para o 2º trimestre deste ano



presidente-da-cdl-manaus-afirma-crescimento-do-comercio-para-o-2o-trimestre-deste-ano

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), Ralph Assayag, declarou em entrevista ao Portal de Notícias G1 Amazonas, que o comércio em Manaus deverá crescer apenas no segundo trimestre de 2017. A previsão deve-se a fatores políticos, como as mudanças de cargos no governo da capital, e à objeção dos estabelecimentos de se adequarem às necessidades do mercado atual.

 

Ainda de acordo com o dirigente, a falta de interação entre os órgãos públicos, também atrapalha o possível crescimento do comércio na cidade. Assayag acredita que o crescimento do comércio na capital do Amazonas deverá ocorrer com o aumento de vagas, ou seja, “a aposta é que o aumento de empregos neste setor aconteça pela ampliação das lojas e pela criação de cargos nestes estabelecimentos”, explicou.

 

Apesar dessas possibilidades, ele diz que as previsões são ainda bem remotas, em razão do cenário político na capital. "Nós temos de saber o que está acontecendo na nossa política. Qualquer mudança que ocorra é ruim tanto para o Estado quanto para o Brasil, porque dificilmente serão abertas novas lojas neste período de transição política. Em razão de não saber quem serão os comandantes no governo, as pessoas costumam não investir neste setor", declarou o presidente.

 

A falta de interação entre os órgãos públicos também é um fator que retrai o possível crescimento do comércio em Manaus. "Aquilo que deveria estar interligado em prol da melhoria do cenário local não está, e isso prejudica demais a nossa situação, pois resulta no aumento da burocracia. O fato de cada órgão ter o seu sistema independente dificulta a abertura de novas lojas", afirmou Assayag.

 

A previsão é que no segundo trimestre de 2017 comecem a surgir novas oportunidades de empregos e novos estabelecimentos na cidade, caso essa transição aconteça de maneira rápida.


"As novas propostas apresentadas pelo Presidente são muito boas, mas sabemos que na prática, as coisas não acontecem tão facilmente. Temos que aguardar para ver como essas mudanças serão executadas".

 

As lojas segmentadas deverão ficar atentas à mudança do comportamento de seus clientes, caso queiram crescer em 2017. "Estabelecimentos que comercializam um tipo específico de produtos deverão prestar atenção em seu público. Hoje em dia, não basta somente oferecer o artigo desejado ao cliente, as lojas têm que apresentar algo a mais a ele", concluiu o presidente da CDL Manaus.

 

Agência CDL

 










ACESSE NOSSAS REDES SOCIAIS

Acesse, siga, dê um curtir. Queremos ficar cada vez mais pertinho de você.





IMPOSTÔMETRO

Saiba o quanto você contribuiu até agora.