CDL Manaus - 05-05-2017

Em Manaus: inadimplência mensal tem queda de 0,4%



em-manaus-inadimplencia-mensal-tem-queda-de-0-4

Mesmo com a crise financeira do País, o consumidor amazonense ainda consegue pagar seus débitos

 

Em março o índice de inadimplentes em março caiu 0,4% em relação aos meses de janeiro e fevereiro deste ano, de acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus). Segundo a entidade, o mês passado fechou com 3,2 mil pessoas inadimplentes. Para a CDL Manaus, o principal responsável pelo dado positivo foi a liberação do FGTS, que teve início no último dia 10.

 

O presidente da CDL Manaus, Ralph Assayag, informou, ao jornal Amazonas Em Tempo, que em janeiro e fevereiro, o crescimento de inadimplentes ficou na faixa de 4,5%, mas ao finalizar o mês de março, o crescimento foi de apenas 4,1%. “Parte da população de devedores pegou esse dinheiro do FGTS e tratou de pagar as dívidas, causando uma leve redução nesse aumento, mas foi apenas o primeiro sinal de estabilização”, avaliou o empresário.

                                               

Assayag disse ainda que outro resultado bom para o comércio, em março, foram os primeiros sinais de estabilização das demissões e dos fechamentos de lojas, que já está próximo de haver um controle. “Se de março até junho deste ano a situação continuar estável, teremos a certeza de que as demissões e os fechamentos de lojas vão parar de vez em Manaus”, afirmou.

 

Inadimplência anual

 

O banco de dados da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus) aponta que cresceu o número de inadimplentes em Manaus. O número de pessoas que entraram na lista dos maus pagadores passou de 370 mil, para 425 mil inadimplentes.

 

De acordo com o presidente da CDL Manaus, Ralph Assayag, até 2014 o patamar da inadimplência em relação ao ano anterior era de 3.1% a 3.2%. Agora, segundo Assayag, esse percentual passou para 4.0% a 4.2%, também, em relação ao ano anterior.

 

O presidente aponta que 50% dos devedores têm dívidas até R$ 2 mil, 25% tem dívidas no valor até R$ 5 mil, 15% até R$ 10 mil e 10% têm dividas abertas acima de R$ 10 mil.

 

“Temos percebido que tem dívidas menores tem tentando quitá-las, porque o inadimplente sabe que tem um problema caso precise comprar algo de emergência e esteja sem crédito”, disse Assayag,

 

Porém, de acordo com o presidente da CDL Manaus, quem tem dívidas no comércio acima de R$ 5 mil, muita das vezes, são maus pagadores das classes B e A, que não procuram resolver a situação.

 

A CDL Manaus informa ainda que os lojistas sempre estão dispostos a auxiliar os devedores parcelando dívidas e negociando com seus clientes. 

 

Agência CDL 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 










ACESSE NOSSAS REDES SOCIAIS

Acesse, siga, dê um curtir. Queremos ficar cada vez mais pertinho de você.





IMPOSTÔMETRO

Saiba o quanto você contribuiu até agora.